Veja dicas para negociar a dívida do seu cartão!

Usar o cartão de crédito para pagar as contas e aquisições do dia a dia virou algo corriqueiro. Tal ato, muitas vezes, acaba desorganizando a vida financeira do consumidor, pois além do uso não ser controlado, existem os juros.

A negociação não é algo tão simples e é necessário ter paciência, porém será benéfico tanto para o endividado quanto para a operadora do cartão.

Listamos 6 dicas para te ajudar nesse processo:

  • Coloque as contas no papel

Para começar uma negociação, é necessário ter suas contas organizadas. Por isso, faça uma lista ou tabela com as informações de seu salário, quanto deve, contas indispensáveis (como luz, água, telefone) e dinheiro disponível no final do mês.

 

  • Procure o gerente de pessoa física do seu banco

A melhor maneira de negociar sua dívida é pessoalmente, atendentes telefônicos de call centers costumam ser menos flexíveis.

 

  • Exija o CET (Custo Efetivo Total) da sua dívida

Evite problemas e peça o CET, que te deixará ciente do valor real cobrado (total de juros, encargos, taxas e impostos).

 

  • Só feche a negociação caso seja viável

Não conseguir pagar a negociação só fará com que você fique mais endividado. Por isso, tenha certeza que você conseguirá cumprir com o que foi negociado.

Outro ponto importante é pagar mais do que o valor mínimo do cartão, senão você praticamente quitará os débitos da administradora, porém seu débito não irá diminuir.

 

  • Procure ajuda de um profissional

Caso se sinta inseguro, procure um advogado ou contador que te auxiliará a resolver seu problema da maneira mais simples possível.

  • Procure outra alternativa

O ideal é você pagar sua dívida, após negociação, com o dinheiro que tem economizado. Porém, essa opção nem sempre é viável.

Em casos não viáveis, você poderá recorrer a um empréstimo com juros menores. No site http://www.triunfei.com/emprestimos você pode escolher a melhor opção de acordo com a sua situação.

 

Após o quitamento de sua dívida, é importante redobrar a atenção ao uso do seu cartão de crédito para evitar outra dívida no futuro.